i AO VIVO
i Jornal
Home / colunas / Seja Feliz!
Seja Feliz!

COLUNA: SEJA FELIZ!

Autoestima: Um atalho para a felicidade

Seja Feliz! 26/09/2022 - 15:23 Atualizada em 30/09/2022 - 18:41

		Autoestima: Um atalho para a felicidade
Autoestima: Um atalho para a felicidade. Imagem: Reprodução

Já pensou como o seu nível de autoestima afeta o seu bem-estar, suas atitudes e decisões?

Numa mesma situação, se estamos com um alto nível de autoestima, reagimos de forma positiva e segura, mesmo em relação a algo que nos incomoda. Mas quando estamos com um baixo nível de autoestima, tudo é motivo de tristeza, de raiva. Nossa reação é negativa, nem sempre pela situação em si, mas pelo sentimento interno de inadequação intima. Não gostamos do que vemos no espelho. E tudo que vemos, tem um aspecto feio.

A autoestima é um dos maiores atalhos à felicidade – um indicador de como nos sentimos em relação a nós mesmos.

O que faz você se sentir bem consigo? O que baixa sua autoestima? Essas respostas levam diretamente a possíveis razões que impedem os momentos de felicidade e plenitude em sua vida.

E aí vem o outro lado da questão. Como anda seu nível de autoconfiança?

O excesso de autoconfiança, ou a ausência dela, é a causa de muitos mal-entendidos.

Quando você se vir em meio a uma crise em algum relacionamento, sempre se pergunte se está sendo vítima da falta de autoconfiança do outro, ou se você está gerando um comportamento negativo devido às suas próprias inseguranças?

Apenas você saberá a resposta. Mas importante é se fazer a pergunta.

Vejo muitas pessoas culparem os outros por tudo que interpretam como um ataque. Se defendem frequentemente e reagem de forma agressiva a toda percepção de um ataque em potencial. Mas se a autoestima é alta e a autoconfiança também, não tem por que se defender, pois não se sente atacado, ou ameaçado.

Pelo contrário, de forma humilde, tem a capacidade de compreender a posição, opinião, atitude alheia, sem achar que seja um ataque direcionado a sua pessoa. A mudança interna começa pelo reconhecimento dos medos.

Portanto, para superá-los é importante entender os gatilhos que geram uma reação negativa, que normalmente vem da baixa autoestima e autoconfiança.

Tente avaliar não somente as palavras ou comportamento do outro que te tiraram do sério, mas o que elas representam de fato para você.

A roda dos sentimentos (em inglês no site) inclui cerca de 100 tipos de emoções diferentes que podemos sentir, tendo como base: mau, medo, raiva, desgosto, tristeza, alegria e surpresa.

Se você estiver triste, por exemplo, identifique se está solitário, vulnerável, desesperado, culpado, deprimido, magoado. E assim por diante, até chegar na essência do sentimento.

Esse reconhecimento vai libertá-lo para sentimentos mais positivos que levam a um maior nível de autoestima e autoconfiança, que responsáveis em grande parte pela plenitude, felicidade e bem-estar na sua vida.

*Este é um conteúdo independente e não reflete, necessariamente, a opinião da Orbi

GOSTOU DO CONTEÚDO?

Assine nossa newsletter!

Receba a seleção de notícias feita pelos nossos editores. De segunda a sexta-feira, sempre bem cedinho!

Ou

OUTRAS NOTÍCIAS

+LIDAS

NEWSLETTER

Orbi e tal

Receba a seleção de notícias feita pelos nossos editores. De segunda a sexta-feira, sempre bem cedinho!

Ou

Siga a ORBI nas
redes sociais:

Selecionadas
para você: